Reações estranhas depois de tomar a vacina precisam ser comunicadas à Anvisa

O monitoramento feito pela Anvisa é importante para avaliar se a reação a um produto está aumentando ou se há problemas associados a ele

 

Por Janary Bastos Damacena/ Agência Brasil 61

 

Pessoas que tiverem alguma reação após tomar uma vacina devem comunicar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Essa orientação vale para qualquer tipo de vacina, seja as recentes contra a Covid-19 ou as mais tradicionais como, por exemplo, contra gripe ou febre amarela. A notificação precisa ser feita mesmo se não houver suspeita de que o desconforto foi provocado pelo medicamento.

De acordo com a Anvisa, a subnotificação pode retardar a identificação de sinais de risco e subestimar a dimensão de um problema. O  monitoramento feito pela agência é importante para avaliar se a reação a um produto está aumentando ou se há problemas associados a ele.

Quando uma pessoa toma um medicamento, como uma vacina, e tem uma reação indesejada, essa consequência é chamada na medicina e pelas autoridades sanitárias de “eventos adversos”. Dessa forma, a comunicação deve ser feita por meio do site da Anvisa. Ali, há possibilidade de relatar problemas em diversos produtos, entre eles medicamentos e vacinas.

A Anvisa também disponibiliza um número de telefone caso haja dificuldade para enviar a notificação pelo site: 0800 642 9782.

Fonte: Brasil 61

 

Foto de Capa: Fernando Zhiminaicela (Pixabay).

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,