Veneno de cobra pode ser eficaz contra proliferação da Covid-19 no organismo

Proteína extraída do veneno da Jararacuçu impede proliferação do coronavírus em até 75%

 

Por Cristiano Ghorgomillos/ Agência Brasil 61

 

Estudo realizado por pesquisadores da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, de Araraquara (SP), identificou uma proteína capaz de inibir em 75% a capacidade de multiplicação do coronavírus. A molécula foi extraída do veneno da cobra Jararacuçu e testada em células de macacos.

A equipe de pesquisadores estudou o veneno da cobra em aplicações antibacterianas e decidiu usar a técnica também contra a Covid-19; e obteve sucesso. A pesquisa foi publicada na revista científica Molecules.

O próximo passo do estudo é avaliar se a bactéria extraída do veneno da Jararacuçu é capaz de proteger as células ao ponto de evitar a invasão do coronavírus no organismo.

A princípio, a produção de remédio com base no veneno, na avaliação dos cientistas, pode ser usada para desacelerar a replicação da Covid-19, o que possibilitaria mais tempo para o organismo criar anticorpos de defesa ao coronavírus. No entanto, as pesquisas ainda estão na fase de estudos moleculares e não tem data para início dos testes em animais, por exemplo.

Fique por dentro das informações sobre Covid-19 na sua cidade aqui.

Fonte: Brasil 61

Foto de Capa: Arquivo Agência Brasil.

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,