Sebrae Delas: minissérie retrata principais desafios e potências do empreendedorismo feminino

Os episódios trazem diferentes perfis de empreendedoras no país, dando luz às oportunidades e dificuldades enfrentadas por elas; Série tem empreendedora do Paraná

 

Por Assessoria de Imprensa Sebrae

 

Com o propósito de refletir sobre os principais desafios e a potência do empreendedorismo feminino, o Sebrae lançou na última semana de novembro a minissérie Sebrae Delas. O conteúdo está disponível gratuitamente no canal do Sebrae no Youtube. O primeiro episódio chamado “Diferentes negócios, realidade em comum” apresenta algumas dificuldades coletivas, enfrentadas pelas empreendedoras, mesmo com perfis bastante distintos.

Todas as mulheres que integram a minissérie são empresárias atendidas no projeto Sebrae Delas. Entre os anos de 2019 e 2020, o projeto acolheu 10 mil empreendedoras, duas mil delas de maneira continuada. A coordenadora do projeto e analista de cultura empreendedora do Sebrae, Renata Malheiros, afirma que a minissérie focou na diversidade de identidades de empreendedoras brasileiras.

“Uma das maiores queixas que ouvimos nos atendimentos é sobre a falta de referência. Por isso, apresentamos empreendedoras jovens, seniors, brancas, negras, de norte a sul do país, do agro, da alimentação, da tecnologia, do artesanato. No primeiro episódio mostramos, que mesmo sendo tão diferentes, algumas coisas são comuns entre elas, principalmente no que diz respeito aos obstáculos. A cultura do ‘isso não é para mulher’, por exemplo, acontece em todas as áreas”, diz Renata.

A minissérie vai abordar temas como liderança e relacionamento, equilíbrio da vida profissional com a pessoal, competência socioemocional, oportunidade de negócios, entre outras. De acordo com Renata, algumas questões são delicadas e difíceis de serem analisadas, mas precisam ser abordadas exatamente para quebrar paradigmas. “O primeiro passo para a mudança é enxergar a realidade com um olhar mais analítico. Observar nossa própria cultura, muitas vezes, não é muito confortável. Mas é necessário encarar essa realidade para romper com velhas barreiras”, declara.

Terezinha Ferronato de Moraes, empresária de 68 anos, em Realeza, no sudoeste do Paraná, teve que reinventar seu negócio, uma loja de aviamentos, a Casa das Linhas Heluana. Com 40 anos de existência, a empresa ficou fechada por 15 dias entre o final de março e o começo de abril e viu suas receitas despencarem. A família pensou em possíveis alternativas e surgiu a ideia de gravar um vídeo, ensinando técnicas de crochê e tricô. Ela acabou virando a Vó Blogueira e os vídeos têm feito sucesso nas redes sociais, como o Instagram e no site da loja.

“Sempre fomos uma loja-escola. Agora, procuramos colocar vídeos que ensinem técnicas práticas e úteis que as pessoas possam aprender, fazer em casa e produzir para vender. Nos nossos canais, também divulgamos produtos de pessoas do interior do município que não têm acesso à internet”, conta dona Terezinha.

Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino
No último dia 19 de novembro, o Sebrae realizou programação especial para celebrar o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino. Na ocasião, mulheres empreendedoras de sucesso se encontraram em painéis para falar sobre tecnologia, carreira e maternidade, redes de apoio, startup e jornadas de empreendedorismo. O evento contou com a presença de personalidades como Luíza Trajano, da rede Magazine Luíza, Tania Cosentino, CEO Microsoft Brasil, Mônica Sousa, diretora executiva Mauricio de Sousa Produções, Bielo Pereira, apresentadora GNT, empresária e influenciadora digital, entre outras. Assista o evento completo aqui.

Foto de Capa: Divulgação.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,