Sofia Manzano quer diminuir jornada de trabalho sem reduzir salários

Candidata do PCB quer um setor agropecuário que priorize brasileiros

Por: Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil 

A candidata à Presidência da República pelo PCB, Sofia Manzano, disse hoje (22) que a educação é uma ferramenta importante para adaptar os cidadãos às mudanças negativas que vêm sendo observadas no mercado de trabalho. Segundo ela, a redução da jornada de trabalho para 30 horas semanais resultará em melhoria da qualidade de vida e terá, como consequência, benefícios para o corpo e para a alma das pessoas.

Na conta do Twitter, Sofia Manzano disse que a educação “é um grande problema para a juventude. Principalmente porque as mudanças feitas no mercado de trabalho aumentam a precarização”, disse a candidata. “Queremos reduzir a jornada de trabalho para 30h semanais sem redução salarial. Precisamos de tempo para descansar, para estudar com qualidade, para praticar exercícios físicos e para irmos a atividades religiosas”, acrescentou.

Sofia Manzano usou da mesma rede social para criticar o setor agropecuário brasileiro, que, para ela, prioriza os mercados estrangeiros. “Se o agro alimenta bilhão de pessoas, por que não alimenta aqui [no Brasil], onde há 33 milhões de brasileiros passando fome?”, questionou. “É o Brasil que carrega o agro nas costas, não o contrário”, acrescentou.

Sofia Manzano passou o dia em São Paulo. À noite, viaja para Porto Alegre (RS).

Fique por dentro da agenda dos candidatos à Presidência desta segunda-feira.

 

 

 

Foto de Capa: Sofia Manzano/ Agência Brasil

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,