TCU identifica quase 42 mil irregulares em folhas de pagamento de servidores federais

Levantamento foi feito com informações de órgãos federais entre janeiro e dezembro do ano passado

 

Por Paulo Oliveira/ Agência Brasil 61

 

Fiscalização realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) detectou quase 42 mil indícios de irregularidades em dados cadastrais e folhas de pagamento de servidores federais. O levantamento foi realizado com dados de janeiro a dezembro de 2019.

Segundo o ministro Aroldo Cedraz, relator do processo de fiscalização na corte, é estimado um benefício de R$ 6,6 bilhões, em 10 anos, com a descoberta dessas irregularidades. O ministro afirmou que o objetivo do trabalho é monitorar os gastos com pessoal, coibir fraudes e irregularidades e promover o aperfeiçoamento dos controles internos da administração pública federal de forma contínua.

A fiscalização abrange órgãos dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, do Ministério Público da União, além de entidades da administração indireta e dos Conselhos de Fiscalização Profissional. Diversas entidades, entre elas o Conselho da Justiça Federal (CJF) e o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) deverão prestar esclarecimentos ao TCU sobre as irregularidades encontradas.

Foto de Capa: Divulgação/ TCU.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,