Transtornos psiquiátricos podem desencadear doenças de pele

Encontro on-line nesta quarta-feira (12) discute como cuidar da saúde mental pode ser o segredo para uma pele mais bonita

 

Por Adriana Fernandes

 

Estima-se que 30% dos casos das doenças de pele tenham origem emocional. Durante a quarentena, o alto nível de estresse, ansiedade e outros problemas emocionais afetaram diretamente a saúde da pele de muitos brasileiros. A Dra. Juliana Casqueiro, psiquiatra na Holiste Psiquiatria e a dermatologista Aline Garcez se reúnem nesta quarta-feira (12) para esclarecer as principais dúvidas sobre “Equilíbrio mental e saúde da pele” no instagram @holistepsiquiatria.

Transtornos como ansiedade, depressão e baixa autoestima podem estar associados à manifestação ou agravamento de problemas como acne, vitiligo, psoríase, dermatite atópica, rosácea, entre outros. O inverso também pode acontecer: as doenças dermatológicas também podem influenciar na autoestima do paciente e provocar a piora de quadros psiquiátricos primários – por isso, o equilíbrio é essencial.

O bate-papo pretende esclarecer algumas dúvidas sobre transtornos psiquiátricos e dermatologia, além de tratamentos e cuidados. Os especialistas também vão abrir espaço para ouvir os relatos do público e proporcionar um diálogo aberto sobre saúde mental na quarentena.

SERVIÇO

O que: Live da Holiste
Tema: Equilíbrio mental e saúde da pele
Quando: 12 de maio (quarta-feira), às 19h30
Onde: Instagram (@holistepsiquiatria)

 

 

Foto de Capa: Divulgação.

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,