Vídeos de campanhas eleitorais precisam ser mais compreendidos por pessoas com deficiência, recomenda MP

Promotora do MPSP afirma que siglas devem garantir campanhas legendas, com interpretação de libras e audiodescrição

 

Por Paulo Oliveira/ Agência Brasil 61

 

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) recomendou aos partidos políticos que adotem medidas para garantir, nas propagandas usadas nas eleições deste ano, recursos que possibilitam a compreensão das peças por pessoas com deficiência.

O documento, assinado pela promotora Beatriz Binello Valerio, da cidade de Nova Odessa, alerta para que campanhas tenham legendas, para a utilização de um intérprete de libras e audiodescrição.

Em seu parecer, a promotora destacou que a Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência obriga a todos, inclusive os partidos políticos, a garantir o pleno acesso às informações indispensáveis para que as pessoas com deficiência possam exercer plenamente a sua cidadania.

 

Foto de Capa: MPSP/ Divulgação.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,