A sedutora vida aprisionada ao nosso íntimo

As fincadas existenciais nos levam para o abismo, como também o alertar existencial nos aproxima da felicidade. Somos conhecedores de cavadores de abismos e dos otimistas que sempre percebem na escuridão noturna uma estrela guia capaz de nos conduzir a caminhos certeiros.

A vida é de um dinamismo excitante. Seus acontecimentos parecem que tem uma lógica e por isto a continuidade, juntamente com a firmeza de propósito rapta os objetivos distantes aproximando de nosso alcance.

Nossas tímidas pretensões iniciais só corporificam se caminharmos a passos ousados e destemidos em sentido de nossas consistentes utopias.

Andar para frente é necessário, mas em rumo certo com simetria de passos consciente que a meta final só devem ser englobada depois de conquistada. Sua visão com antecedência encurta nossos passos.

Em qualquer vida humana o trajeto a percorrer tem no seu inicio a impulsão do começo capaz através do entusiasmo nos lançar a distancia mensurável. O durante a corrida é de uma monotonia e de sonolento passos, porém de decisivos no sentido dos êxitos almejados. E finalmente a chegada é de força sobre humana chegando a aproximar de uma força transcendental.

Se você tem um inicio intimidado pela distancia final logicamente que transferirá para seus passos pesados toneladas de pessimismo, dificultando assim a chegada vitoriosa. Mas se você lança na corrida sobre a potencia de seu motor motivacional será ousado e destemido. Perceber a chegada somente com sua aproximação é o segredo de qualquer vitorioso.

Lembrar sempre que a pista pode estar escorregadia ou aderente. No primeiro caso secar o trajeto com seus passos viscosos e no segundo jogar para frente o corpo como estivesse próximo da meta final. Imaginar que dentro da pista há uma exclusividade que somente você estivesse correndo. Os adversários humanos têm que submeter e reconhecer que seus treinos são exaustivos, suas virtudes são sempre aprimoradas, apesar de dádivas naturais. E o poder transformador de metas em resultados estará sempre acionado pelo otimismo proporcionador de valentes conquistas rotineiras.

Ninguém vence se seu interior estiver uma abertura para a derrota. Pode até ter condições objetivas para o êxito, mas se não tiver paixão para briga seu resultado final será sempre aquém de suas expectativas. Se traçar metas ousadas e for impulsionado pelo desafio conseguirá ir além dos objetivos pretendidos.

Dissipar das nuvens escuras o tormento das tempestades é clarear com êxito e intensidade o caminho que nos levam mansamente a bravos objetivos.

Nós humanos nascemos e morremos todos os dias. E estas alternativas nos criam reação poderosas capaz de reacender para sempre a labareda da felicidade, bastando apenas à manutenção de nossos combustíveis perenes proporcionador, definitivamente, de sonhos concretizados.

A derrubada das adversidades implantadas em nosso intimo devem ser disseminadas com atitude sadias, mesmo se apresenta a nossa frente como obstáculo aderente, difícil de locomover.  Nossos passos devem ser sempre para frente, pois somente assim podemos dilacerar a morte psicológica que nos imobiliza fazendo nossos dias serem todos iguais infestados de desanimo vivencial. Sepultar os problemas acumulados é ressuscitar o prazer de esta vivo. Ser seduzido pela existência é a magia poderosa que abre nossas manhãs com a força do valente leão capaz de mover nosso ímpeto vencedor. E deixar nos buracos de nossas caminhadas os fracassos e procurar no horizonte impulsos destruidores de nosso parasitismo diários.

Juarez Alvarenga

Juarez Alvarenga

Advogado e Escritor
Categorias