Warning: file_put_contents(/home/jornaldosudoeste/www/wp-content/uploads/bb-plugin/cache/ebddbe614e02e262ed659030997f0f97-layout-bundle.css): failed to open stream: Disk quota exceeded in /home/jornaldosudoeste/www/wp-content/plugins/bb-theme-builder/classes/class-fl-theme-builder-layout-renderer.php on line 231
77 3441-7081 — [email protected]

Afastado pela Operação Condotieri, Assessor da Prefeitura de Vitória da Conquista reassume o cargo

Antônio Lauro Gomes de Oliveira (Foto: Blog do Anderson)

Afastado de suas funções na Prefeitura Municipal por decisão cautelar da Justiça, no âmbito da Operação Condotieri, deflagrada pela Polícia Federal no último dia 30 de agosto para combater crimes eleitorais que, segundo as investigações, teriam sido cometidos nas eleições municipais de 2016 em Vitória da Conquista, o Coordenador do Núcleo de Tecnologia e Informações do Governo Municipal, órgão da estrutura da Secretaria Municipal de Governo, Antônio Lauro Gomes de Oliveira, retomou o cargo na quarta-feira (12). A revogação da medida cautelar, segundo nota divulgada pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Comunicação Social, teria ocorrido depois que a Administração Municipal apresentou “vasto conteúdo probatório de que o único critério levado em consideração ao nomear o servidor foi sua notável experiência técnica na área, como ocorre em todas as contratações municipais”.

O prefeito Herzem Gusmão Pereira (MDB), conforme a nota da Secom, destacou as qualidades profissionais do Assessor, que ressaltou está desenvolvendo um trabalho de excelência na Administração Pública. “[Antônio] Lauro é um servidor exemplar que está implantando na Prefeitura um Núcleo de Tecnologia e Informações (NTI) dos mais modernos e avançados do Brasil. Sabia que o seu retorno ao trabalho seria imediato”, apontou o gestor, segundo a nota da Secom.

A Secretaria Municipal de Comunicação enfatizou ainda, na nota distribuída à imprensa que “[a gestão] não interfere no quadro de empregados de empresas que prestam serviços ao município e que nossos órgãos de Controle Interno estão empenhados em apurar eventuais irregularidades em processos licitatórios, principalmente o que ocorreu em 2014 e é alvo de investigação”. E, concluindo, destaca que “[a Administração Municipal] não compactua com qualquer ilegalidade e assegura que o combate à corrupção seja frequente e efetivo em todos os órgãos municipais”.

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Categorias ,