BCS de Vitória da Conquista certifica moradores em curso gratuito de informática

A oportunidade de ingressar no mercado de trabalho está sendo ampliada para mais 40 baianos que se certificaram no curso profissionalizante em Informática oferecido gratuitamente para moradores de Bairros sob influência da Base Comunitária de Segurança (BCS) de Vitória da Conquista. Com a formatura na sexta-feira (10), já são 170 beneficiados pela iniciativa. Além de criar oportunidade e aproximar a comunidade da Polícia Militar, a iniciativa também ajuda a reduzir a criminalidade.

Moradora do Bairro Primavera, Josilane Oliveira, 30 anos, é solteira e vive sozinha com um filho. Ela é uma das alunas certificadas na sexta (10). “É uma oportunidade a mais. O mercado de trabalho exige muito, principalmente [habilidades em] Informática e Internet, e agora eu tenho isso no currículo. O professor se dedicou bastante. E essa é uma oportunidade que eu precisava, pois meu currículo hoje tem o primeiro curso que eu fiz na minha vida”, afirma.

A comandante da Base, Capitã PM Lorena da Silva, informa que as aulas são realizadas no Infocentro instalado na Base, localizada no Bairro Nova Cidade, mas atende toda a região. “É um curso que tem trazido a comunidade para perto de nós, porque [os alunos] estão diariamente com a gente, se relacionam tanto com o instrutor, que é Militar, quanto com os demais policiais. Isso tem nos auxiliado no estreitamento dos laços com a comunidade. É também uma oportunidade para que eles possam caminhar com as próprias pernas, depois de fazer este curso”. 

A Capitã PM também destaca que a região já não tem registro de homicídios há bastante tempo. “A comunidade nos dá um retorno interessante. [Os moradores] dizem que é uma dádiva essa base porque antes eles não tinham segurança nenhuma. Os imóveis eram desvalorizado e não era um lugar bom para se viver. Agora eles agradecem constantemente a presença e a gente percebe que o trabalho de policiamento comunitário consegue transformar a realidade, levando segurança e oportunidade”. 

Níveis de capacitação

A divulgação é feita por meio de panfletagem e carro de som. Os candidatos precisam apresentar comprovante de residência, pois é necessário morar no perímetro de influência da Base. Também são exigidos documentos como identidade e frequência escolar para a matrícula no curso. De acordo com o instrutor, Soldado PM Diego Silva, a Base Comunitária de Segurança oferece diferentes níveis de capacitação. 

“O curso infantil tem duração de três meses, e os alunos têm uma introdução à Informática. O curso básico é de cinco meses, [quando] eles aprendem Windows 7, Word, Excel e Power Point, além de digitação, para ter domínio do computador. No profissionalizante são dois módulos de cinco meses, onde os alunos aprendem a montar e desmontar um computador, formatar, identificar os periféricos e rede. Para o profissionalizante, nós damos preferência para quem não está inserido no mercado de trabalho”, explica o instrutor. 

Repórter: Raul Rodrigues

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias