Defesa Civil Nacional reconhece situação de emergência em 17 cidades do País

Municípios estão nos estados do Rio Grande do Norte, Bahia, Piauí, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Amazonas, Pará, Roraima e Minas Gerais

 

Por: Cynthia Ribeiro Rodrigues

Brasília (DF) – 21/6/2021 – A Defesa Civil Nacional reconheceu a situação de emergência em 17 cidades do País por conta de desastres naturais. A decisão foi publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (21).

Cruzeta, Jandaíra, Japi e Riachuelo, no Rio Grande do Norte, obtiveram o reconhecimento devido à estiagem. Já são 75 os municípios com situação emergencial vigente no estado, a ampla maioria por seca e estiagem.

Outros municípios que tiveram a situação de emergência decretada por conta da estiagem foram Iuiú, na Bahia, Deodápolis, em Mato Grosso do Sul, Ampére, no Paraná, e Lindóia do Sul, Jardinópolis e Vargeão, os três em Santa Catarina.

Em Santa Maria do Salto, em Minas Gerais, e em Betânia do Piauí, no Piauí, o motivo do reconhecimento federal foi a seca.
Já os municípios de Maraã, no Amazonas, e Juruti, no Pará, registraram inundações, enquanto Itaquara, na Bahia, e Bonfim, em Roraima, foram vítimas de chuvas intensas. Finalmente, Pitanga, no Paraná, passou por chuva de granizo.
Acesso a recursos

Após a publicação do reconhecimento federal por meio de Portaria no DOU, o estado ou o município pode solicitar recursos para atendimento à população atingida, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados pelo desastre.

Com base nas informações enviadas por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD), a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do valor a ser liberado.

Confira as portarias do Diário Oficial da União:

Portaria 1.222, de 17 de junho de 2021

Portaria Nº 1.235, de 18 de junho de 2021

Foto de capa: Assessoria de Comunicação Social

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,