Documentário “Precisamos falar com os homens? Uma jornada pela igualdade de gênero” é lançado em Salvador

Realizado pela ONU Mulheres no Brasil e pelo Portal Papo de Homem, o projeto contou com parceria do Grupo Boticário; e na Bahia, com as parcerias da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA) e do Instituto Odara.

O documentário é fruto de um estudo inédito no Brasil, que entrevistoumais de 20 mil pessoas, além de especialistas e estudiosos nos temas gênero e masculinidades. O resultado da pesquisa apresenta dados sobre como homens e mulheres entendem seus papéis na busca da equidade de gênero, e de que modo podemos desconstruir estereótipos nocivos que se perpetuam neste cenário atual.

Os dados revelados são impactantes. Como por exemplo, o de que apenas 8% dos cargos de alto executivo nas empresas de capital aberto no Brasil são ocupados por mulheres, e que uma a cada três mulheres sofrem algum tipo de violência ao longo de sua vida. Outro aspecto bastante interessante que é exposto é que 45% dos homens gostariam de se expressar de modo menos violento, mas não sabem como.

Lançamento na Bahia

O evento contou com a presença de autoridades das instituições envolvidas, como o Diretor Industrial do Grupo Boticário, Ronaldo Ribeiro, que destacou que homens e mulheres são igualmente capazes, inclusive, de fazer a diferença, respeitando as peculiaridades de cada um, que, sobretudo, se complementam e devem ser respeitadas. “O avanço da equidade de gêneros depende da inclusão de homens e mulheres, para que exista diálogo e todos compreendam que dar oportunidades para as mulheres é também dar mais opções para os homens”, concluiu.

A Secretária Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia, Olívia Santana, destacou a importância do documentário para o debate sobre a igualdade de gênero, principalmente, nas escolas. A gestora também assumiu o desafio de abraçar o projeto “Eles por Elas” na Bahia: “Temos uma equipe pequena, mas, determinante, e que vai além dos seus limites no campo da articulação. A SPM-BA vai abraçar o projeto, pois desejamos que o mesmo tenha êxito em nosso estado”, afirmou.

A Gerente de Programas da ONU Mulheres no Brasil, Joana Chagas, ressaltou ao público presente, que um dos principais objetivos da organização é garantir que mulheres e meninas estejam livres da violência, e que este documentário tem a finalidade de mostrar como o machismo atua na sociedade e como novos caminhos podem ser propostos para o fim dessa violência.

Após a exibição do documentário, os participantes foram contemplados com uma mesa redonda, que contou com a participação da Secretária Olívia Santana; do Mestre e Doutorando em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismos pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Eduardo Carvalho de Oliveira; da Gerente de Programas da ONU Mulheres no Brasil, Joana Chagas; do Psicólogo e Especialista em Gênero e Sexualidades pelo Centro Latinoamericano em Sexualidades e Direitos Humanos, Diogo Sousa; da Coordenadora Executiva do Odara – Instituto da Mulher Negra, Valdecir Nascimento; e com mediação de Amanda Lemos, Coordenadora da Pesquisa “Precisamos falar com os Homens?” e integrante da ONU Mulheres no Brasil.

A partir de hoje, o documentário estará disponível no canal da ONU Mulheres no Brasil no Youtube ou através do seguinte link – http://bit.ly/2eYIoRK

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias