Economia: bolsa de valores se mantém positiva após atos de domingo

Especialistas explicam que mercado financeiro enxergou como efetivo posicionamento do governo após atos de invasão e depredação de prédios públicos dos Três Poderes

Por: Ana Luísa Santos/Brasil 61

Apesar dos atos de invasão e depredação do Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal (STF) e do Palácio do Planalto no último domingo (8), o Ibovespa, principal índice da bolsa de valores de São Paulo, fechou em alta nesta segunda-feira (9). O índice subiu 0,15%. O dólar subiu para R$ 5,30 na abertura do mercado, mas diminuiu e fechou em R$ 5,25.

Segundo os economistas ouvidos pelo Portal Brasil 61, a reação positiva do mercado financeiro se deu por conta da efetiva resposta do governo e autoridades aos ataques ao patrimônio público, com apuração dos fatos, afastamento de autoridades acusadas e identificação dos responsáveis.

O economista e conselheiro regional do Conselho Regional de Economia de São Paulo, Carlos Eduardo, analisa que apesar das falhas na segurança e preservação do patrimônio público, medidas “enérgicas” foram tomadas e esse fato tranquilizou os  investidores.

“Uma série de pessoas foram detidas e já estão atrás de quem está financiando esses atos de forma que isso não ocorra novamente. E teve uma repreensão muito grande a nível mundial e a nível nacional. Ou seja, todas as pessoas lamentando e dizendo que é contra ao que ocorreu.”, observa o conselheiro regional.

O professor de especialização em mercado financeiro da Universidade de Brasília (UnB) e presidente do Conselho Regional de Economia do Distrito Federal, César Augusto Bergo, analisa que a reação internacional também foi “tranquila” do ponto de vista do que ocorreu.

“O mercado está comportado em termos de variação, o dólar está variando um pouco, mas não é significativo. É normal o que está acontecendo em função de outros fatores também. Então do ponto de vista institucional houve uma reação rápida”, afirma o economista.

Os especialistas também afirmam que o empenho dos três poderes para a volta à normalidade e a nota divulgada, assinada pelos presidentes das Casas do Legislativo, Executivo e Judiciário, ainda no domingo, fizeram com que o mercado financeiro mantivesse a tranquilidade nesta segunda-feira.

Manifestações

Manifestantes invadiram e depredaram na tarde de domingo (8) os prédios do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal. Até o momento, segundo a Polícia Federal, mais de 1,5 mil pessoas foram presas.

Diante da situação, o governador Ibaneis Rocha exonerou o secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres. A Advocacia-Geral da União solicitou a prisão do ex-secretário, que está nos Estados Unidos, de férias.

Em pronunciamento, o presidente Lula decretou intervenção federal no Distrito Federal até o dia 31 de janeiro. Ainda na madrugada de domingo, o ministro do Superior Tribunal Federal (STF), Alexandre de Morae,s determinou o afastamento de Ibaneis Rocha do cargo de governador do DF. Em seu lugar, assumiu de forma interina a vice-governadora, Celina Leão (PP).

Foto de capa: jcomp/Freepik

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,