IRPF 2022: Receita retém 1 mi de declarações; especialista dá dica para evitar malha fina

Número representa 2,7% das declarações do IRPF 2022 entregues, segundo balanço da Receita. A omissão de rendimentos sujeitos ao ajuste anual é um dos principais motivos para a retenção na malha fiscal

 

Por: Brasil 61

 

A Receita Federal reteve em malha 1.032.279 declarações do imposto de renda. O número representa 2,7% dos 38,1 milhões de documentos entregues neste ano. Os dados são do balanço do Imposto de Renda da Pessoa Física 2022, divulgado pelo órgão, na última quinta-feira (22).

São mais de 811 mil declarações com Imposto a Restituir, 198 mil declarações com Imposto a Pagar e cerca de 30 mil documentos com saldo zero.

Segundo a Receita, 41,9% das declarações caíram na malha fina por omissão de rendimentos sujeitos ao ajuste anual de titulares e dependentes declarados.

Os principais motivos (Fonte: Receita Federal)

  • 41,9% – Omissão de rendimentos sujeitos ao ajuste anual de titulares e dependentes declarados;
  • 28,6% – Deduções da base de cálculo, sendo as despesas médicas, o principal motivo de dedução;
  • 21,9% – Divergências no valor de IRRF entre o que consta em Dirf e o que foi declarado pela pessoa física, entre outros, a falta de informação do beneficiário em Dirf, e a divergência entre o valor informado na DIRPF e na Dirf.

Especialista no assunto, o advogado tributarista e contador, Felipe Gaião, dá dicas para evitar problemas com a malha fina. Uma delas é o contribuinte fazer o acompanhamento da própria declaração do imposto de renda no site da Receita Federal. Outra dica que pode facilitar a vida do contribuinte é a opção pela declaração pré-preenchida. “Você entra no site da Receita Federal, por meio do portal de atendimento eletrônico ao contribuinte, o e-CAC, com o seu cadastro no gov.br, e ali buscar sua declaração pré-preenchida e a partir dela, fazer os ajustes necessários”, explica.

Caso a declaração apresente erro de preenchimento ou falta de informação, basta enviar uma declaração retificadora. A retificação do Imposto de Renda pode ser feita até cinco anos depois do envio da declaração anterior, desde que a Receita Federal não tenha notificado o contribuinte antes.  “A retificação dos dados pode ser feita a qualquer momento, desde que não haja procedimento fiscal aberto em seu nome. Ou seja, enquanto a Receita Federal não notificar formalmente para apresentar documentação referente aos problemas encontrados, você pode fazer essa retificação”, explica Gaião

Para saber se a declaração do imposto de renda foi retida em malha fiscal e qual o motivo, basta acessar o site do Centro de Atendimento Virtual da Receita Federal, o e-CAC. No portal, o cidadão deve selecionar a opção “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)” e a aba “processamento”, escolhendo o item “pendências de malha”.

 

Foto de capa: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,