Janeiro Branco: saiba como a ansiedade afeta sua segurança no trânsito

Janeiro Branco: saiba como a ansiedade afeta sua segurança no trânsito

Por: Press Manager

O Brasil é o país mais ansioso do mundo e também o que mais se preocupa com a saúde mental. Mas, apesar desses números alarmantes, pouco se fala sobre o impacto que esse transtorno provoca no trânsito. Segundo a psicóloga Angelica Reis e o médico Alysson Coimbra, especialistas em Trânsito, a ansiedade está diretamente ligada a sinistros, brigas e violência nas ruas, estradas e rodovias do Brasil. “Qualquer transtorno de ansiedade pode afetar a maneira como o condutor dirige e como se sente no trânsito. Ela afeta a percepção e atenção e, dependendo da intensidade, pode travar a pessoa, que terá muita dificuldade para dirigir”, explica a psicóloga.

Tanto Angélica quanto Alysson, ambos coordenadores da Mobilização Nacional de Médicos e Psicólogos Especialistas em Trânsito, atendem motoristas diariamente e afirmam que a saúde mental dos condutores degringolou nos últimos anos. “A maior alteração observada é o aumento do estresse associado à ansiedade, impulsividade e impaciência. Essa saúde mental fragilizada está provocando um trânsito caótico e violento, com motoristas mais agressivos, desatentos e imprudentes”, observa Coimbra.

O surgimento de novas variantes e a ameaça de uma nova explosão de casos de Covid pioraram esse cenário. “Em momentos de frustração, preocupação ou medo, as pessoas têm mais dificuldade em controlar os seus impulsos e isso é um combustível para as brigas e desentendimentos no trânsito”, diz a psicóloga.

Outro efeito desse cenário é a dificuldade de concentração, algo indispensável para a condução de um veículo. “Pessoas ansiosas têm maior dificuldade em manter o foco, mesmo por curtos períodos de tempo. A pressão para dar conta de todas as atividades gera pessoas desatentas, sem concentração, cansadas e muito irritadas”, afirma Angélica.

Coimbra lembra que a falta de atenção é um dos principais causadores de sinistros de trânsito. “É urgente cuidar da saúde mental e psicológica dos motoristas e isso só vai acontecer quando o poder público e a sociedade entenderem o trânsito como um espaço coletivo amplo e multidisciplinar. Negligenciar a saúde física e mental dos condutores é contribuir para que o Brasil tenha cada vez mais mortes evitáveis”, completa.

 

 


Foto de capa: Freepik

 

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

1 comentário

  1. Karina em 19 de janeiro de 2022 às 15:45

    Descubra o segredo para viver livre da ansiedade!
    Não leia este livro se você não quer saber como se livrar da ansiedade. Porque ele vai te ensinar exatamente isso.
    Agora, se está cansada (o) de viver assim, clique no link e saiba mais sobre esse livro fantástico que tem mudado a vida de várias pessoas !
    https://go.hotmart.com/E65404419R

Deixe seu comentário

Categorias ,