Joás reafirma candidatura e nega aliança com PT no 1º turno

Apesar da decisão – acompanhada de declaração pública – da direção do Partido Socialista Brasileiro\PSB de que é para valer a candidatura a prefeito do médico Joas Meira, sobrevivem os rumores de que, no frigir dos ovos, os socialistas tenderiam a reafirmar a aliança de 24 anos com o Partido dos Trabalhadores. Nas ruas, até bancas de apostas são montadas. Os próprios socialistas veem-se diariamente confrontados com a hipótese – quase um carma – de que o rio só corre para o mar e que o mar do PSB, neste caso, seria mesmo o PT.

Em reunião na sede de seu partido, na noite da quinta-feira (13), Joas Meira assegurou aos pré-candidatos a vereadores – todos temerosos de uma reviravolta – que “somente por uma intervenção divina” volveria na decisão de disputar a Prefeitura de Vitória da Conquista. Em resumo, no plano terreno, nenhuma alteração de cenário. Joas argumentou que, por força do longo período de aliança entre os partidos, é natural que prosperem boatos destoantes da estratégia partidária, mas que os pré-candidatos deveriam iniciar as agendas de reuniões o mais rápido possível.

Antipetismo: A maioria esmagadora dos pré-candidatos a vereadores do PSB refuta terminantemente a mera sugestão de uma aliança com o PT no primeiro turno das eleições, sobretudo atendendo a ótica monopolista petista de se cabeça de chapa. Avaliam que associar-se ao partido de Dilma Rousseff significa atrair toda a rejeição e o antipetismo reinante para suas candidaturas, com consequente prejuízo eleitoral. O argumento recorrente é que, ao abordarem seus eventuais eleitores, é comum serem indagados se há qualquer aliança com o PT. À resposta negativa, conseguem avançar.

O presidente do diretório local, José Carlos Oliveira, demonstrou otimismo ao afirmar que a candidatura de Joas Meira cumpre o importante papel de oferecer uma alternativa de voto numa eleição que parecia marcada pela polarização entre o PT e o PMDB. Segundo ele, numa eleição de dois turnos, como é o caso de Vitória da Conquista, é fundamental que a população conheça as propostas socialistas de governo. “Assim, socializamos perspectivas e aprofundamos o debate sobre Vitória da Conquista, a Bahia e o Brasil. Queremos levar nossas propostas para o segundo turno”.

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias