77 3441-7081 — [email protected]

Ministério da Saúde e OPAS premiam profissionais da Atenção Primária

Onze finalistas foram selecionados para concorrer ao Prêmio APS Forte que levará três vencedores para uma experiência internacional na Área da Atenção Básica

 

Por Nicole Beraldo,  Agência Saúde

 

Promover o acesso da população ao Sistema Único de Saúde (SUS), priorizando e reforçando o papel da Atenção Primária à Saúde (APS) é uma das prioridades desta gestão do Ministério da Saúde. Por isso, a pasta criou uma premiação para experiências exitosas na área e irá premiar três exemplos de estratégias adotadas por profissionais de saúde que contribuíram para melhorar a rotina de atendimento nas unidades da Atenção Primária e, consequentemente, melhorar a saúde do cidadão que utiliza o SUS. O objetivo do Prêmio ‘APS Forte: Acesso Universal’ é valorizar iniciativas de profissionais que transformam seu tempo e conhecimento em estratégias para ampliar o acesso e melhorar o atendimento à população no âmbito da Atenção Primária.

Um comitê técnico formado por representantes do Ministério da Saúde, OPAS e outras instituições do setor selecionaram onze ações para a reta final da apuração. No total, o site da premiação recebeu mais de 1.290 inscrições de iniciativas para o Prêmio APS Forte – dessas, 946 ações foram indicadas para participar do processo seletivo. Práticas das cinco regiões brasileiras foram escolhidas para a final da competição. Ao final do processo seletivo, três profissionais serão escolhidos para uma experiência internacional no setor da saúde com foco na Atenção Primária.

Além das entidades, fazem parte do comitê técnico os conselhos nacionais de secretarias municipais e de secretários de Saúde (Conasems e Conass) e o Conselho Nacional de Saúde (CNS). A análise técnica das iniciativas inscritas ficou a cargo de um grupo de trabalho composto por gestores, profissionais de saúde, acadêmicos, especialistas nacionais e internacionais, além de convidados do Ministério da Saúde e OPAS.

As onze experiências selecionadas estão em análise desde o início da semana por um time de jurados especiais que irão julgar as finalistas sob a perspectiva do usuário do SUS. Entre o grupo de jurados estão a colunista da Folha de S. Paulo, Claudia Collucci, a radialista da Rádio Nacional, Mara Régia, a repórter do Estadão, Lígia Formenti, o médico Dráuzio Varella e os jornalistas Luiz Fara Monteiro (TV Record), Alan Ferreira (TV Globo), Chico Pinheiro (TV Globo) e Lise Alves (colaboradora da revista The Lancet). O resultado final será divulgado no dia 29 de outubro, na OPAS, em Brasília. Conheça o time de jurados do prêmio.

Todas as 946 experiências aprovadas pelo comitê técnico para concorrer ao Prêmio APS Forte vão compor uma publicação eletrônica editada pelo Ministério da Saúde e OPAS, chamada Navegador SUS. As três práticas vencedoras entrarão, ainda, em um livro de estudos de casos entre experiências na Atenção Primária.

Jornal do Sudoeste

Categorias