77 3441-7081 — [email protected]

Obscenidades palacianas!

O Carnaval deste ano terminou com uma grande polêmica, vinda do Palácio do Planalto, pelo fato de o Presidente ter publicado uma cena suja que fora filmada por alguém, de um fato que ocorreu a céu aberto, aos olhos de todos os que tiveram oportunidade de vê-la e que não recomendava a publicação do mesmo, fosse lá por quem quer que fosse!

Como sabemos, o Carnaval é uma festa profana que visa à busca de qualquer tipo de prazer, esteja onde estiver e envolva o que envolver, vale a caça do prazer, na sua mais plena expressão de felicidade.  Segundo  a publicação do pequeno vídeo, foi apresentada uma cena conhecida como “Golden Shower” nos ambientes promíscuos, que traduzindo significa: “banho dourado” e se materializa por meio de um modo de prazer que consiste na estranha recepção de um jato de urina vindo  de um parceiro sexual.

Como sabemos, as loucuras estão abertas e acessíveis em todos os níveis e conjunturas da sociedade! O que Sua Excelência fez, ao publicar aquele insano vídeo, foi apresentar a todos uma realidade que existe e que a maioria da população nem sonhava que existisse e pudesse ser experimentado fora dos ambientes íntimos.

O fato filmado é algo que se pode chamar de um tipo de obscenidade que é a sexual! Mas e as outras obscenidades? As obscenidades políticas praticadas pelos políticos nas casas legislativas em todo o Brasil? Alguém legislar em causa própria, se autoconcedendo vantagens financeiras, sociais e materiais por acaso não é uma obscenidade que afeta não só os envolvidos, como no caso da sexual, mas envolve a sociedade como um todo pelos prejuízos que alguém causa à imensa, silenciosa e indefesa fatia da população que não tem como reagir perante fatos tão odiáveis, abomináveis e sórdidos!

Outro tipo de obscenidade é a ideológica, que visa beneficiar um grupo de pessoas que se identifica, por determinados tipos de comportamentos, manifestos independentemente das consequências que, por ventura, possam causar a todos!

O Palácio do Planalto praticou, ao longo de décadas, inúmeras obscenidades contra a população brasileira e que contou, senão com a cumplicidade da maioria dos nacionais, pelo menos com o silêncio constrangedor de todos.   Citar uma ou outra dessas truculências seria ser injusto com a gravidade das demais que ficariam ao abrigo do silencio, que lesaram muitas pessoas. Do exposto vem a pergunta: O que são mesmo obscenidades?

Cícero Carlos Maia

Cícero Carlos Maia

Categorias