77 3441-7081 — [email protected]

Paramirim promove campanha “Faça Bonito – Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”

Por Samuel Gonçalves – Ascom/PMP

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, juntamente com a Prefeitura de Paramirim, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Educação, Conselho Tutelar e toda sociedade civil organizada, está promovendo no município a Campanha de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes, denominada nacionalmente como “Faça Bonito – Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”.

Os profissionais da Secretaria de Assistência Social estão trabalhando a temática nos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, por meio de palestras educativas e exibição de vídeos junto às crianças e adolescentes atendidas por esse projeto. Já a Secretaria de Educação está debatendo a esse importante tema nas salas de aula.

Ontem (10), a equipe do CRAS esteve no Centro de Convivência do Bairro Mãe Isabel e hoje (11) estiveram no Centro de Convivência da comunidade de Caraíbas.

A campanha objetiva provocar a sociedade a se questionar sobre o problema de violência contra crianças e adolescentes e ao mesmo tempo estimular a denúncia, de forma que a sociedade assuma o compromisso na luta pelos direitos das crianças e adolescentes.

VAMOS FAZER BONITO JUNTOS?

O Dia 18 DE MAIO, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro e que já alcançou nesses 16 anos muitos municípios do nosso país.

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

A proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,