Prefeito de Barra da Estiva faz balanço dos primeiros dez meses de gestão

Em entrevista exclusiva ao JS, na tarde do último dia 23, o prefeito de Barra da Estiva, João – de Didi – Machado Ribeiro (PTB) fez uma avaliação dos primeiros dez meses no comando da Prefeitura Municipal, destacando os avanços e desafios enfrentados, da crise política e financeira que o País enfrenta e cujos reflexos têm penalizados os municípios de pequeno e médio portes, como Barra da Estiva, e da sua expectativa em relação ao futuro.

Confira os principais trechos da entrevista:

JORNAL DO SUDOESTE: O senhor chega às vésperas de concluir seu décimo mês à frente da Administração Municipal de Barra da Estiva sem que tivesse feito qualquer avaliação do quadro que encontrou e das ações que promoveu. Por que o senhor ficou todo esse período sem se pronunciar?

JOÃO MACHADO – Primeiramente gostaria de agradecer o espaço e os inúmeros convites que foram feitos para que eu pudesse fazer um balanço da gestão. Objetivamente devo dizer que nesses últimos quase dez meses em que estou à frente da Prefeitura de Barra da Estiva a preocupação foi unicamente a de trabalhar para buscar investimentos e desenvolver ações visando resolver um dos maiores problemas enfrentados pela população. Há anos o povo de Barra da Estiva convive com a falta d’água. E um dos compromissos que assumi na campanha foi trabalhar para reverter essa situação, que sempre encarei como o que deveria ser priorizado. Desde que fomos confirmados vencedores da eleição essa questão [o abastecimento de água] foi tratada como uma prioridade no planejamento que fizemos para a gestão e desde então temos trabalho e buscado alternativas para solucionar o problema da falta de água que afeta a toda a população e penaliza mais duramente as famílias mais carentes. Hoje posso dizer, graças a Deus, que o trabalho, o empenho que desenvolvemos permitiu que a situação fosse amenizada. Já investimos aproximadamente R$ 200 mil nas obras de melhorias na captação, manutenção de poços artesianos e na construção de uma nova rede de distribuição no bairro Alto México – um dos mais prejudicados, que não recebia água nas torneiras e dependia do abastecimento por carros pipa e hoje tem água nas torneiras regularmente. Não me iludo e estou consciente de que ainda há muito por fazer, até porque o sistema de abastecimento de água da cidade oi construído há quase 30 anos, na gestão do meu pai, “seu” Didi [ex-prefeito Henrique Xavier Ribeiro, entre 1983 e 1989]. De lá para cá foram feitas algumas melhorias apenas na gestão de Dante [ex-prefeito Dante Gutemberg Xavier de Castro, entre 1996/2000 e 2001/2004]. Portanto, eu precisava focar meus esforços nesse questão e hoje 95% da população já está sendo atendida. Por isso talvez tenha deixado de atender aos convites para fazer uma avaliação do trabalho. Era preciso, primeiro, executar as ações e atender a essa demanda histórica de nossa população.

JS – Além da questão do abastecimento de água da sede o senhor teria mais alguma ação desenvolvida nesses quase dez meses de Governo que gostaria de destacar?

JOÃO MACHADO – A área da Saúde. Essa foi outra preocupação, trabalhar para buscar amenizar o sofrimento de muitos pacientes que buscavam atendimento médico especializado e eram obrigados a se deslocar para outros municípios. Já no mês de fevereiro contratamos vários médicos especialistas, entre os quais pediatra, ginecologista, neurologista, ortopedista, psiquiatra e cardiologista, além de contratarmos uma equipe para realizar cirurgias aqui no Hospital, acabando com a fila de espera de cirurgias eletivas que não conseguiam ser atendidas pelo SUS [Sistema Único de Saúde]. Fizemos um investimento alto na área da Saúde e, mesmo com os recursos repassados pelo Governo Federal serem insuficientes para manter o Programa, mantivemos, complementando com recursos próprios, o pleno funcionamento das Unidades de Saúde da Família com as equipes completas. Ainda na área da Saúde reformamos todas as Unidades de Saúde da Família e estamos implantando o Prontuário Eletrônico que trará grandes avanços para a Saúde Pública do município.  Mesmo com as dificuldades que enfrentamos, assim como os prefeitos de cidades pequenas, temos conseguido manter os profissionais médicos, atendendo inclusive na zona rural, graças também ao trabalho e dedicação da equipe da Secretaria Municipal de Saúde.

JS – O senhor mencionou, antes de iniciarmos a entrevista, a gravidade da crise econômica enfrentada pelo município, elencando diversos fatores. Como foi possível executar obras, como as intervenções para resolver a questão do abastecimento de água, e contratar os serviços de profissionais para realizar cirurgias eletivas no município? O senhor superestimou a crise ou Barra da Estiva não foi afetada pela estagnação econômica?

JOÃO MACHADO – Na verdade a crise chegou também em Barra da Estiva. E não é uma crise qualquer, é muito forte! Mas a partir do momento em que assumi a Prefeitura também assumi o compromisso de cuidar do povo e da nossa cidade. E não tive tempo para lamentar, reuni a equipe e fui buscar alternativas para resolver os maiores problemas que o município enfrentava naquele momento. Mas não tem sido fácil, a crise financeira esmaga os municípios e quem é mais penalizado, quem mais sofre, são as pessoas mais humildes. Se as dificuldades pela falta de recursos para realizar as ações que planejei por um lado me entristece, por outro me fortalece para tentar melhorar aqui, melhorar ali, atender ainda de minimamente os anseios da população. E é preciso lembrar que além da crise financeira, quando assumimos encontramos o município em estado de falência, em situação assustadora, com as finanças desorganizadas, a máquina administrativa e máquinas e equipamentos sucateados.

JS – O que o senhor chama de situação assustadora? O senhor poderia detalhar, por exemplo, a situação financeira do município que o senhor herdou do antecessor?

 

LEIA MATÉRIA COMPLETA NAS EDIÇÕES IMPRESSA/DIGITAL

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias