Primeira vacina nacional contra Covid-19 está sendo desenvolvida pela UFMG

Universidade, governo de Minas Gerais e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) firmaram parceria para o desenvolvimento, que pode ser concluído em 2022

 

Por Alan Rios/ Agência Brasil 61

 

A primeira vacina contra a Covid-19 totalmente desenvolvida no Brasil pode vir dos laboratórios da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A instituição firmou parceria com o governo de Minas Gerais e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) para as pesquisas, que devem ser concluídas em 2022.

Atualmente, o Brasil conta com imunizantes que são produzidos com tecnologia de outros países. O estudo do Centro de Tecnologia em Vacinas (CT-Vacinas) da UFMG quer construir o processo do início ao fim, e já realizou testes em modelos animais, seguindo os parâmetros exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

As fases 1 e 2 dos testes receberam investimentos de R$ 5 milhões, mas ainda são necessários aportes entre R$ 15 milhões e R$ 30 milhões para as próximas etapas. A fase clínica, que envolve os testes em humanos, necessita de recursos em torno de R$ 100 milhões. De acordo com a professora Ana Paula Fernandes, uma das coordenadoras do CT-Vacinas, esse investimento ainda é menor do que aquele que está sendo feito para a transferência das tecnologias.

Os pesquisadores acreditam que ao longo dos próximos meses serão concluídos os estudos clínicos da fase 1 e 2, que permitem avaliar a imunogenicidade e a segurança em humanos. No segundo semestre de 2021, deve ter início a fase 3, em humanos. A nova vacina pode estar disponível em 2022.

Foto de Capa: Reuters/ Agustin Marcarian.

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias , ,