Seis ideias simples para estimular a criatividade das crianças

Pequenas intervenções no brincar podem ser ferramentas potentes

Por: Central Press

Das brincadeiras com os vizinhos de rua à febre dos jogos on-line e redes sociais, a infância sofreu grandes modificações ao longo das últimas décadas. O uso excessivo de telas, mesmo por crianças muito pequenas, pode prejudicar o desenvolvimento de habilidades importantes para toda a vida.

De acordo com especialistas, é preciso estimular atividades que ajudem a desenvolver a criatividade e a imaginação. Isso pode ser feito com intervenções simples no cotidiano das crianças. Para a pedagoga e autora dos materiais voltados à Educação Infantil da Aprende Brasil Educação, Aline Pinto, “falar em crianças na idade da Educação Infantil é, necessariamente, falar de brincadeira, também. O brincar não pode ter um papel secundário, precisa estar no centro de todas as ações com crianças dessa faixa etária, principalmente na escola, mas também em casa”. Ideias simples podem ajudar nessa missão.

Invista no ambiente

Ter à disposição dos pequenos mobiliário e objetos que os convidem a se movimentar e a exercitar a própria imaginação é fundamental, afirma a especialista em Educação Infantil e coordenadora do projeto Pedagogia Sem Verba, Débora Teixeira. “Os recursos presentes convidam as crianças a interagir, despertam a curiosidade e promovem interações. Tudo isso é muito importante”, destaca.

Use o bom e velho papel

Justamente porque hoje as crianças estão constantemente expostas a telas, sejam do celular, do computador ou do tablet, promover brincadeiras que usem o papel é uma ótima ideia. “Usar papel é automaticamente associado a uma prática tradicional, mas é possível possibilitar novas experiências e vivências por meio desse tipo de atividade”, afirma Débora. Em redes como o YouTube e o Pinterest há uma ampla variedade de ideias fáceis de reproduzir usando papel de vários tipos.

Incentive brincadeiras com música

Brincadeiras musicais são sempre um estímulo para que os pequenos se movimentem de maneira livre e potente. “As brincadeiras cantadas são os encontros mais ricos porque funcionam mesmo como um chamado ao movimento. Esse tipo de brincadeira produz aprendizagens que dificilmente serão esquecidas”, diz a especialista.

Tenha a natureza como aliada

Aline lembra que o contato com a natureza é uma necessidade humana e que não é diferente com as crianças. “A natureza, por si só, já é um grande potencializador da criatividade infantil. Tente ocupar os diferentes espaços, as praças, os parques, a zona rural e tudo o que é público. Caixas de areia com alguns objetos também ajudam muito. O importante é que o adulto olhe para esses espaços com intencionalidade, pensando o que é possível desenvolver criativamente em cada um deles”, orienta.

Aposte na literatura

“As histórias nos impulsionam para determinados caminhos, mas sempre podemos construir outros. Use objetos que fazem parte das histórias para incentivar a criança a criar novas brincadeiras e não se limite a brinquedos já acabados”, diz Débora.

Crie circuitos

Por fim, qualquer espaço – interno ou externo – permite a criação de circuitos para que a criança percorra. Por exemplo, sair de um ponto até outro, passando por um obstáculo, é uma ótima atividade que não custa nada e traz muito desenvolvimento.

Aline Pinto e Débora Teixeira são as convidadas do episódio 54 do podcast PodAprender, produzido pela Aprende Brasil Educação, cujo tema é “Ideias simples e criativas para impulsionar aprendizados”. Todos os episódios do PodAprender estão disponíveis gratuitamente no site do Sistema de Ensino Aprende Brasil (sistemaaprendebrasil.com.br), nas plataformas Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts e nos principais agregadores de podcasts do Brasil.

 

Foto de capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,