Skip to content
77 3441-7081 — [email protected]

Sou eu mesmo?

Você já se fez essa pergunta: quem realmente eu sou? Tem uma expressão em grego que diz “ego eimi autos” que significa, sou eu mesmo. Para a filosofia, autos é o santuário interno do ser humano, o verdadeiro eu, que ninguém pode lesar. É a imagem genuína que Deus fez de si em cada pessoa. Esse eu ninguém pode descrever, mas é importante saber, eu sou mais do que o resultado da história da minha vida. Eu sou mais do que os outros pensam de mim. Eu sou mais do que aquele que eu percebo conscientemente dentro de mim, sou imagem de Deus, imagem única.

Caro leitor, naquilo que você faz, tenta um dia por semana falar sempre de novo para ti mesmo: eu sou eu mesmo! Faça esse exercício. Você perceberá que em muitas vezes tu não és tu mesmo. Desempenhas determinados papéis, de chefe, de amigo, de homem de negócios, de fornecedor, de freguês, de pai ou de mãe. Mas quem és tu mesmo? Em tudo que fazes, tu és totalmente tu mesmo? Se te confrontares de novo com essa pergunta, muitas exterioridades vão cair fora. Perceberás quem és de verdade, então há de sentir também uma maior liberdade interna. Já não será tão importante como os outros te avaliam ou se exteriormente fazes boa figura ou não. O que unicamente importa é seres totalmente tu mesmo e isso talvez te deixe alegre, ser uma vez tu mesmo.

Dentro de ti existe algo que ninguém pode roubar, mesmo quando erras ou fazes algo ridículo, teu próprio eu interno não será atingido. Se estiveres em contato com teu verdadeiro eu, hás de sentir uma profunda paz interior. Tudo está certo do jeito que está. Eu posso ser assim, tenho valor, sou um ser singular. E juntamente com a paz, há de experimentar uma liberdade e amplitude interna. Por isso, diga para você: EU SOU EU MESMO.

Padre Ezequiel Dal Pozzo

Padre Ezequiel Dal Pozzo

Categorias
Scroll To Top