Herbário da Uesb completa 18 anos de existência

Por Ascom Uesb

 

O Herbário da Uesb, localizado no campus de Jequié e vinculado ao Departamento de Ciências Biológicas (DCB), completa 18 anos de existência em setembro deste ano. Durante esse período, o setor consolidou-se como um espaço de visitação e laboratório para bolsistas e pesquisadores. Hoje, o Herbário da Uesb é um centro de informações científicas.

Mas você sabe o que é um herbário? Do latim herbarium, é um termo empregado para designar uma coleção de plantas ou de fungos, ou de partes desses, distribuídos de acordo com um determino sistema de classificação técnica e cientificamente preservados. Tem por função conservar amostras de plantas desidratadas ou armazenadas em soluções, tornando-se uma coleção científica para documentar a flora de diversos ecossistemas.

Atualmente, o Herbário da Uesb possui 14.342 exsicatas, amostras de plantas secas e prensadas numa estufa (herborizada), fixadas em cartolinas etiquetadas com informações sobre o vegetal e o local de coleta. Informatizadas pelo software Brahms, esse banco de dados se encontra on-line para fins de pesquisas e estudos botânicos. Seu acervo pode ser visitado pelo Sistema de Informações speciesLink, sistema de dados primários de coleções científicas.

De acordo com a professora Guadalupe Edilma Licona de Macedo, curadora do Herbário, o setor tem vários objetivos: servir de centro de informações para a identificação das espécies vegetais de importância florestais, nativas e exóticas; promover o avanço no levantamento e o aumento do conhecimento da flora e vegetação do Sudeste e Sudoeste da Bahia; fomentar a formação e o aprimoramento de recursos humanos na área da Botânica; compor o acervo florístico do município de Jequié e municípios circunvizinhos; desenvolver atividades de armazenamento de exemplares identificados  de espécies de plantas, principalmente, dos municípios de abrangência da Uesb.

As coleções de plantas secas e prensadas são catalogadas por espécies. A catalogação precede três fases: herborização, prensagem e secagem. Participam desse processo, técnicos, biólogos, bolsistas de graduação e pós-graduação supervisionados pela curadora junto a professores orientadores de projetos de pesquisa da Universidade. “Todas as informações registradas pelo coletor são digitadas em planilhas e as informações passam a integrar o banco de dados que permite a impressão das etiquetas. Com esse procedimento, logo após a montagem e registro do material coletado, os dados são disponibilizados e acessíveis a usuários das coleções do herbário”, explicou a curadora.

Contribuição acadêmica – Bolsista do projeto de pesquisa “Composição Florística e Fisionômica de Fragmentos de Floresta Estacional (mata do Cipó) no Sudeste da Bahia”, a estudante Germana Cardoso, do 9º semestre de licenciatura em Ciências Biológicas, contou que só tem a comemorar os 18 anos de vida do Herbário e agradecer a oportunidade atuar na Iniciação Científica por um ano. “Eu já tinha interesse  pela botânica e, no Herbário, passei a ver coisas com o microscópio e a lupa, agregando conhecimentos. Hoje, entendo melhor como se dá a formação da família das plantas, [sei como] identificar um gênero ou espécie, conheci muitas exsicatas já identificadas por especialistas taxinômicos do herbário”, lembrou a  bolsista.

A bióloga Márcia Ornelas, discente do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Formação de Professores da Uesb, começou a carreira de pesquisadora no Herbário da Uesb, quando cursava a licenciatura em Ciências Biológicas. “Continuo precisando do Herbário na pós-graduação, pois desenvolvo um projeto que necessita armazenar material botânico. O Herbário como espaço formativo contribuiu e ainda contribui na minha formação acadêmica e profissional como pesquisadora”, destaca a mestranda.

O espaço atende vários cursos da Uesb, principalmente os de graduação em Ciências Biológicas, Química, Farmácia, assim como, também, os mestrados e doutorados da instituição: Genética, Biodiversidade e Conservação; Química, do campus de Jequié; e Ciências Ambientais e Engenharia e Ciência de Alimentos, do campus de Itapetinga. Com seu acervo, o local possibilita a prática do ensino, da pesquisa e da extensão, com a participação dos alunos e uma integração com a comunidade local e regional.

O Herbário da Uesb é registrado no Index Herbariorum, na Rede Brasileira de Herbários (RBH), ligada à Sociedade de Botânica do Brasil (SBB), e está vinculado ao Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) – Herbário Virtual da Flora e dos Fungos. As coleções disponíveis no espaço têm contribuído com a produção de um acervo botânico da zona de transição Mata Atlântica / Caatinga (Floresta Estacional).

Para comemorar os 18 anos, a coordenação do setor adotou o dia 3 de setembro, Dia do Biólogo, para lançar o site oficial do Herbário, um marco para auxiliar alunos, professores e pesquisadores no desenvolvimento de artigos científicos, monografias, dissertações e teses sobre diversas linhas de pesquisa científica da Botânica.

 

Foto de Capa: Divulgação.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,