77 3441-7081 — [email protected]

Materiais alternativos podem auxiliar no ensino de Ciências

Por Ascom Uesb

 

Desde 2005, professores do Departamento de Ciências Exatas e Tecnológica (DCET) desenvolvem o projeto de extensão “Ensino de Ciências através de materiais alternativos e/ou de baixo custo”. A ação, coordenada pelo professor Luizdarcy de Matos Castro, busca confeccionar experimentos que podem ser levados à sala de aula para facilitar o processo de ensino-aprendizagem de conteúdos ligados à área de Ciências Naturais e Matemática.

Segundo o coordenador do projeto, a ação propõe uma prática motivadora, na tentativa de consolidar, por meio da associação teoria/prática, o ensino de Ciências. Nesse sentido, auxilia os professores dos colégios de Vitória da Conquista e regiões circunvizinhas nas discussões da teoria, tornando os dados experimentais mais significativos para aprendizagem.

Além de professores da Universidade, o projeto já contou com a participação de alunos voluntários dos cursos de licenciatura em Física, Matemática e Ciências Biológicas. “Essa prática pressupõe uma interação entre os alunos dos cursos de licenciaturas da Uesb e com professores da rede pública. Visa também suprir, na formação dos referidos alunos, lacunas deixadas pelo ensino tradicional a fim de que se possa trabalhar respeitando a realidade do educando, procurando auxiliá-lo a compreender e transformar sua realidade”, destaca o coordenador.

Ainda de acordo com o professor, ao longo desses 13 anos em que o projeto vem sendo executado, criou-se uma grande oportunidade para que o conhecimento produzido na Universidade fosse socializado com a comunidade. Com essa ação, verificou-se o aumento do interesse de estudantes da Educação Básica pelas Ciências, bem como por assuntos atuais relacionados à área e à tecnologia. Além disso, muitos dos experimentos confeccionados no projeto possuem algum caráter inovador e foram apresentados em eventos científicos.

O docente ressalta ainda que várias metodologias desenvolvidas na ação extensionista têm sido aplicadas por ex-alunos nas respectivas escolas onde estão trabalhando. Em 2008, por exemplo, o projeto “Experimentos de Ciências por meio de materiais de baixo custo como melhoria de ensino”, do egresso do curso de licenciatura em Física, Joabson Guimarães da Silva, recebeu, do Ministério da Educação, o Prêmio Ciências no Ensino Médio, na categoria regional. Na oportunidade, ele aplicou as metodologias do projeto no Colégio Estadual Petronílio da Silva, no município de Pindaí, que fica a mais de 300 km de Vitória da Conquista – o que demonstra a penetração da ação extensionista em toda região Sudoeste da Bahia.

Jornal do Sudoeste

Categorias