Os comunistas ricos do novo ministro

Confesso que demorei um tempo para acreditar que não fosse mais uma fake news o vídeo com as palavras do novo ministro da Educação de nome de remédio, Abraham Weintraub, quando o homem fala que os maiores empresários desse país são comunistas.

Parece que está valendo tudo nesse governo para manter acesa a chama da esperança de manter em torno de si aqueles seguidores bolsonaristas que são verdadeiros analfabetos políticos, mas que tem em Jair Bolsonaro a certeza estranha de que ele é um “mito”.

Chamar de comunistas os grandes e verdadeiros capitalistas do país soa estranho para um sujeito que assume a pasta da Educação do Estado brasileiro. Ou é um lunático, ou é um homem que não se envergonha de mentir descaradamente, ou é burro para já começar sendo motivo de chacota.

Comunistas como ele diz não existem, porque o próprio comunismo nunca existiu em lugar nenhum da face da terra em tempo nenhum. Existem sim, homens e mulheres que se autointitulam comunistas, porque são filiados a partidos com programa socialistas, que acendem a esperança quase vã de um dia o mundo ser realmente comunista.

Como ele disse que os grandes empresários são comunistas (e ele sempre foi assalariado desses comunistas), ameaçou a todos aqueles que não seguirem fielmente a sua cartilha “olavete” na Educação, mas está no mundo político e não apenas no mundo dos negócios, ele é como uma nuvem. E lembre-se as nuvens na política se desfazem em tempo recorde!

Genaldo de Melo

Genaldo de Melo

Genaldo de Melo, 43 anos, sergipano radicado em Feira de Santana - Bahia. Gestor social e articulista. Desenvolve consultoria em elaboração de projetos sociais
Categorias