Lugar de professor/a é na Câmara de Vereadores

A maioria das categorias profissionais que são organizadas politicamente, compreendendo a importância da ocupação dos espaços políticos, tem apresentado nos processos eleitorais candidaturas de seus representantes para defender seus direitos mais elementares, principalmente quando da elaboração do Orçamento Público.

Essa tradição é bastante consistente nas disputas eleitorais para as assembleias legislativas e a Câmara dos Deputados, mas sem consistência em relação às disputas políticas nos pequenos municípios, onde sempre existem grupos políticos, ou prefeitos propriamente ditos, que administram os municípios com mão de ferro e tratando o povo de forma autoritária, arrogante, e como se todos fossem simples analfabetos políticos.

Porém onde categorias profissionais organizadas conseguem fazer vereadores comprometidos, estes têm feito a diferença e imprimido a marca de resultados políticos positivos paras suas categorias. Exemplos de sucesso tem sido a participação de professores/as que se elegem vereadores, e trabalhando politicamente em defesa da categoria, tem conseguido fazer com que prefeitos e grupos políticos respeitem a mesma e cumpram com as obrigações constitucionais com a Educação Pública.

De modo que, nesse momento em que as forças políticas que estão no poder abrem processos de guerrilha, e mesmo guerra aberta, contra a Educação e principalmente contra os professores/as não cabe mais que estes se alijem da participação em todos os espaços existentes, principalmente nas câmaras de vereadores. 2020 é mais do que urgente que os professores/as se organizem e apresentem nomes que possam participar das urnas, vencer as eleições e servirem como os bastiões da defesa dos direitos da categoria.

Com a perseguição aos professores/as, aliados ao discurso prático do novo governo, que chama aos mesmos de doutrinadores e pervertidos políticos, e ainda aliado a falta de compromisso que os prefeitos e grupos políticos locais têm, cabe às organizações, sejam associações ou sindicatos, terem a responsabilidade de ocupar os espaços políticos para defender os interesses e os direitos dos professores/as. Não há mais tempo há perder, os professores/as precisam está presentes nas câmaras de vereadores em 2021. Lugar de professor é na política, defendendo a categoria e a sociedade em geral!

Genaldo de Melo

Genaldo de Melo

Genaldo de Melo, 43 anos, sergipano radicado em Feira de Santana - Bahia. Gestor social e articulista. Desenvolve consultoria em elaboração de projetos sociais
Categorias